Cesare Prandelli (Selecionador da Itália)

Cesare Prandelli é o Selecionador da Itália para a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

Nasceu em Brescia (Itália) em 19 de Agosto de 1957.

Como jogador profissional de futebol atuou no Cremonese, Atalanta e Juventus. Nas suas palavras: “tive uma boa carreira como jogador, quem sabe sem uma grande qualidade”.

No final da carreira de jogador de futebol passou a ser treinador de futebol tendo treinado o Atalanta (Juniores), Lecce, Verona, Veneza, Parma, Roma, Fiorentina e desde 2010 a Seleção Italiana de Futebol.

No seu palmarés como treinador de futebol conta com um título da 2ª Liga Italiana, um 2º lugar no Campeonato Europeu da UEFA em 2012 e um 3º lugar na Taça FIFA das Confederações em 2013.

Para Cesare Prandelli todas as Ideias de Futebol são válidas e boas. Num país em que o resultado é o que mais (e unicamente) importa, é um Treinador que tenta integrar todas as Ideias de Jogo (consoante o adversário a defrontar). O mesmo acontece com os Sistemas de Jogo, habitual utilizador de um 1-4-3-1-2, utiliza muitas vezes outros Sistemas (tal como o 1-4-3-3 e o 1-3-5-2), gostando de diversificar as táticas. No entanto é defensor de um futebol ofensivo, não sendo um fiel seguidor do famoso Catenaccio Italiano, apostando em dominar a Posse da Bola e o Passe.

O seu objetivo é colocar a Seleção Italiana a jogar com a personalidade de uma equipa que conhece os seus limites. Tem como sonho vencer a Copa do Mundo utilizando 7 diferentes Sistemas de jogo (um em cada jogo). Revela que a equipa tem de manter a sua Filosofia de Jogo mas tem que se preparar para o adversário que vai defrontar, não para defender mas para atacar.

É um grande defensor do jogo de equipa e do espírito coletivo.

Desde que assumiu o cargo de selecionador da Itália impôs à Seleção um Código Ético (baseado nos seguintes valores: Lealdade; Jogo Limpo; Seriedade e Compromisso Social) de forma a responsabilizar todos os jogadores. Desta forma sabem que se não se comportarem de uma certa maneira não irão ser convocados. Por exemplo quem cuspir um adversário, der uma cotovelada, tiver uma suspensão ao serviço do clube na opinião de Cesare Prandelli não merece vestir a camisola Azzurri. Grandes jogadores como Balotelli, De Rossi e Osvaldo já deixaram de ser convocados por não respeitarem este Código Ético.

Fez uma boa qualificação com a sua Itália para a Copa do Mundo ao ficar em 1º classificado no Grupo B da Zona Europeia com 6 vitórias e 4 empates (nenhuma derrota), com 19 golos marcados e 9 golos sofridos.

Graças ao seu grande trabalho ao serviço da Seleção Italiana de Futebol, renovou o seu contrato até 2016 (renovar com o Selecionar nos meses anteriores a uma grande competição não é muito usual na Federação Italiana de Futebol).


ADD IT TO YOUR NOTEBOOKS!

You need to login or register to bookmark/favorite this content.


YOU CAN BE INTERESTED IN

Bookmarked By

Leave a Reply