Espanha (0) Chile (2) – A Abdicação da Espanha do Trono do Futebol Mundial

A Espanha, Campeã do Mundo de Futebol, foi eliminada à 2ª Jornada da Fase de Grupos do Mundial FIFA Brasil 2014.

Neste jogo o Chile realizou uma boa 1ª parte, resolvendo nos primeiros 45 minutos o destino da partida (e da Espanha).

Neste artigo analisaremos alguns aspetos fundamentais do jogo da equipa chilena treinada pelo argentino Jorge Sampaoli.

Através do software desportivo TacticalPad, mostraremos também alguns exemplos de Contextos de Exercitação que permitem recriar numa equipa de futebol os princípios da seleção chilena.

A Espanha iniciou o jogo no seu sistema habitual (1-4-2-3-1):

Espanha x Chile

O Chile alterou o “1-4-4-2 Losângulo” do jogo anterior e jogou em 1-3-5-2:

Chile x Espanha

1. “Campo Grande” a atacar:

Campo Grande a AtacarSempre que o Chile tinha a bola em sua posse, os Laterais encostavam-se às linhas laterais (de um lado e do outro), dando máxima amplitude ao jogo da equipa.

Esta situação pode ser estimulada no treino com o Contexto de Exercitação apresentado em seguida:

Numa situação de GR+5×5+GR com o apoio de 1 Joker Ofensivo, os Laterais da equipa que tem a posse da bola deslocam-se para os corredores laterais na zona ofensiva (não podendo nenhum adversário aí entrar). Sempre que um golo é obtido após cruzamento dessas zonas ganham 2 pontos, obter golo em outra situação vale 1 ponto. Os Laterais nessas zonas só podem dar 3 toques no máximo.

2. “Complementaridade entre os 2 Avançados”:

1 Avançado entre-linhas outro dá profundidade

Normalmente Alexis Sánchez recuava mais para receber a bola no espaço “entre-linhas” (entre a linha média e a linha defensiva da equipa adversária) enquanto Vargas providenciava a profundidade. Com estes comportamentos complementares conseguem uma de duas coisas: a) se os Centrais se mantiverem nas suas posições, o Avançado que recua para receber a bola terá muito espaço para receber a bola; b) se algum Central acompanhar o Avançado que recua, o Avançado que dá profundidade ficará numa situação de igualdade numérica com o outro Central.

Para se criar este comportamento numa equipa pode-se utilizar o seguinte Contexto de Exercitação:

Nesta situação, jogam 3×3 no corredor central (médios das duas equipas) com o apoio de 1 Joker Ofensivo. O objetivo destes é conseguir colocar a bola no Avançado que recua para receber “entre-linhas” (depois dos cones amarelos) ou então colocar no Avançado que dá profundidade (depois dos cones vermelhos), perante a oposição de 2 Defesas e do Guarda-Redes. Regra do fora-de-jogo aplicada a partir dos cones vermelhos.

3. “Constantes diagonais ao portador da bola”:

Constantes diagonais ao portador da bola

Portador da bola com Cobertura Ofensiva constante dos seus companheiros que providenciam linhas de passe de forma a manter-se a posse da bola. Aqui é importante a criação de “triângulos” e “losângulos” entre os jogadores próximos da bola.

4. “Pressão nos Lançamentos Laterais da equipa adversária”:

Pressão nos Lançamentos Laterais

Pressão aos lançamentos laterais da equipa adversária no seu meio-campo defensivo de forma a recuperar a bola em zonas avançadas (próximas da baliza da equipa contrária).

5. “Basculação para o lado da bola”

Pressão no lado da bola

Em Organização Defensiva, aumento da densidade de jogadores no espaço próximo da bola. Prioridade ao fecho dos espaços pelo “interior” da equipa.

6. “Aproveitamento do espaço nas costas da linha defensiva adversária”:

Aproveitamento espaço em profundidade

7. “Evitar que a bola entre nos principais organizadores de jogo da equipa adversária”:

Marcação dos iniciadores de jogo Espanhóis

Em todas as equipas existem jogadores que são referência para a construção do jogo ofensivo. Neste caso a Espanha depende muito de Xabi Alonso e Sergio Busquets, sendo assim, Jorge Sampaoli evitou que eles tivessem tempo e espaço para construir o jogo da equipa espanhola, criando em consequência muitas dificuldades na organização ofensiva da seleção espanhola.

8. “Ocupar os espaços perigosos dentro da Grande Área defensiva”:

Estar na Área

9. “Cobertura Defensiva ao companheiro que se opõe ao portador da bola”:

Cobertura Defensiva ao Portador da Bola

10. “Pressionar o portador da bola e privilegiar a profundidade defensiva”:

Pressionar portador e recuar


ADD IT TO YOUR NOTEBOOKS!

You need to login or register to bookmark/favorite this content.


YOU CAN BE INTERESTED IN

Bookmarked By

By TacticalPedia

The most comprehensive Encyclopedia for Football Coaching From Coaches to Coaches

Leave a Reply