Jogo Posicional do FC Bayern Munique de Pep Guardiola

No Best Seller Amazon: Tac-Tac: O Futebol de Pep Guardiola Periodizado Taticamente” podemos aprender quais são os pontos que o treinador do FC Bayern Munique diz serem essenciais para se poder desenvolver um bom “Jogo Posicional” (um método de construção do jogo que tem de ser bem interpretado e entendido pelos jogadores assim como bem estudado e trabalhado pelos treinadores).

Para Pep Guardiola o principal princípio do “Jogo Posicional” é procurar em todos os momentos a superioridade (numérica, posicional ou qualitativa). Uma vez que a equipa consiga ter uma das formas de superioridade (ou mais) a equipa pode utilizá-la(s) para dominar o jogo.

Superioridade Numérica: incorporação de mais jogadores num determinado espaço/linha.

Na imagem seguinte podemos ver como o FC Bayern Munique cria uma situação de superioridade numérica de 5×3, na zona em redor da bola, para facilitar a construção do jogo desde trás:Sup Numérica

Superioridade Posicional: jogadores posicionados livres nos espaços entre-linhas, através por exemplo da dinâmica do “Homem-Livre” em que o portador da bola, sem oposição, a conduz para atrair um adversário e libertar um colega (que era vigiado pelo que saiu à bola). Outra dinâmica muito utilizada é a do “3º Homem”.

Na imagem seguinte vemos como Lahm tinha superioridade posicional (estava livre nas costas do seu marcador), no entanto a linha de passe do portador não era muito favorável. A partir daqui criou-se a dinâmica do “3º Homem” em que o portador usou Robben (“2º Homem”) como ponte de ligação para Lahm (“3º Homem”):

Sup. Posicional

Superioridade Qualitativa: procura de situações de 1×1 ou 2×2 em determinados espaços do terreno de jogo em que conseguimos criar condições para que os nossos melhores jogadores joguem de igual para igual com adversários inferiores.

Na imagem seguinte vemos que o FC Bayern Munique aproveitou o basculamento do Borussia Dortmund para o lado da bola para, através de um passe longo, deixar Douglas Costa numa situação de 1×1. A partir daqui o jogador brasileiro poderia tirar partido da sua grande capacidade futebolística para criar perigo à equipa adversária:

Sup Qualitativa

É também fundamental criar-se superioridade numérica atrás de cada linha de pressão da equipa adversária de forma a termos jogadores livres entre as linhas:

Entre linhas

Deve-se dar sempre preferência pela criação da superioridade no eixo vertical do campo (com passes verticais) em detrimento da utilização de passes horizontais:

Sup. Eixo vertical

O portador da bola deverá ter sempre 2-3 opções de passe (criação de triângulos ou losângulos em relação à posição da bola) para poder dar continuidade à ação de ataque, tendo os jogadores sem bola de estar sempre disponíveis para auxiliar o portador, procurando posições em que possam receber a bola em boas condições para darem continuidade à jogada:

Portador com opções de passe

 


ADD IT TO YOUR NOTEBOOKS!

You need to login or register to bookmark/favorite this content.


YOU CAN BE INTERESTED IN

Bookmarked By

By Pedro Mendonça

About Pedro Mendonça: Real Madrid Foundation - Football Coach/Professor. UEFA B Football Coach. Physical Education Teacher. Author of: "Tactical Periodization: A Practical Application for the Game Model of FC Bayern Munich"

Leave a Reply