Princípios Metodológicos da Periodização Tática

A Periodização Tática sustenta-se em alguns Princípios Metodológicos.

Em seguida mostrámos e explicámos quais são.

Para um estudo aprofundado sobre a Periodização Tática pode ler o livro: “Modelo de Jogo do FC Bayern Munique“.

Imagens criadas com o software desportivo TacticalPad.

2. Princípios Metodológicos da PT.002

SupraPrincípio da Especificidade:

– Deve determinar todo o Processo: “Imperativo Categórico” (sempre inerente a todos os outros Princípios Metodológicos);

– Tudo tem de estar relacionado com a “Ideia de Jogo” pretendida;

– Caraterísticas para um exercício ter Especificidade:

1. Relacionado com o “Modelo de Jogo”;

2. Os jogadores devem entender a sua aplicação no jogo;

3. Jogadores completamente focados;

4. Treinador com uma intervenção apropriada e atempada.

Princípio da Progressão Complexa:

Relacionado com:

– Distribuição semanal dos conteúdos;

– Crescimento do jogo da equipa;

– Alterações na equipa devido a castigos ou lesões;

– Próximo adversário.

O Processo é Complexo porque a Progressão ao longo dos dias, das semanas, dos meses, não é linear (tem a ver com muitas situações).

Preocupação com a Complexidade a Longo Prazo:

– Apresentar aos jogadores nos primeiros dias uma ideia geral do jogo que queremos jogar;

– Depois, organizar os Princípios e SubPrincípios pela sua complexidade para começar com os mais simples, evoluindo depois para os mais complexos;

– Em certas ocasiões, a evolução não é conseguida porque os jogadores não assimilaram os conceitos mais simples.

Preocupação com a Complexidade a Curto Prazo:

– Cada dia do Morfociclo Padrão tem uma complexidade diferente;

– O Treinador deve controlar e adequar a complexidade do exercício de cada dia para cumprir um esforço e recuperação coerente com a lógica da Periodização Tática;

– Controlar a complexidade do exercício, para todos os jogadores em todos os treinos e jogos estejam o mais frescos possível e atuem sempre em Intensidade Máxima Relativa.

A Complexidade dos exercícios está dependente de algumas variáveis tais como:

– A complexidade do(s) Princípio(s) ou SubPrincípio(s) e a sua articulação;

– A SubDinâmica de esforço dominante e o padrão de contração muscular;

– O número de jogadores participantes;

– As dimensões dos campos de jogo;

– O tempo de duração.

2. Princípios Metodológicos da PT.009

Consiste em atingir, através de um exercício, o aparecimento do que os treinadores querem que os jogadores experimentem;

Os treinadores devem modelar o exercício para o contexto desejado;

É muito importante a intervenção do treinador:

1. Começa na criação do exercício para o que quer abordar;

2. Continua através da intervenção durante o exercício para atingir o objetivo da sua criação;

3. Acaba na reflexão final logo após o exercício.

2. Princípios Metodológicos da PT.011

Nunca predefinir comportamentos (nunca sabemos os comportamentos que serão necessários).

Criar Contextos e não Comportamentos beneficia a CRIATIVIDADE dos jogadores.

O Princípio das Propensões permite que ocorra a Repetição Sistemática (muito importante nos processos de aprendizagem).

2. Princípios Metodológicos da PT.015

2. Princípios Metodológicos da PT.018


ADD IT TO YOUR NOTEBOOKS!

You need to login or register to bookmark/favorite this content.


YOU CAN BE INTERESTED IN

Bookmarked By

By TacticalPedia

The most comprehensive Encyclopedia for Football Coaching From Coaches to Coaches

Leave a Reply