Transição Defensiva – “Recuperar a bola o mais rapidamente possível logo após a sua perda”

TRANSIÇÃO DEFENSIVA NO FUTEBOL

Num estudo recente de Vogelbein, M. et al. 2014 em que foram analisados todos os 306 jogos da Época 2010/2011 da Bundesliga (Liga Alemã de Futebol), constatou-se que as equipas de TOP recuperam mais rapidamente a bola logo após a sua perda do que as equipas classificadas nos últimos lugares.

Sendo assim, a nossa responsabilidade enquanto Treinadores de Futebol é criar Contextos de Exercitação em que RECUPERAR A POSSE DA BOLA O MAIS RAPIDAMENTE POSSÍVEL LOGO APÓS A SUA PERDA passe a ser um hábito dos nossos jogadores (desde os mais novos aos seniores) uma vez que é um FATOR DETERMINANTE para o SUCESSO DEFENSIVO e OFENSIVO.

Bibliografia:

Vogelbein, M. et al. (2014). Defensive Transition in Soccer.  Journal of Sports Sciences.

 

Contexto de Exercitação (Transição Defensiva)

MacroPrincípio: Recuperar a bola o mais rapidamente possível logo após a sua perda.

Dia: Dia dos MacroPrincípios e SubPrincípios com Duração da Contração Muscular Aumentada.

Forma: GR+10×10+GR com 1 Joker Defensivo

Descrição: No espaço compreendido entre as duas grandes áreas jogam duas equipas de 11 jogadores (Guarda-Redes e 10 jogadores de “campo”) colocados na estrutura tática habitual. A equipa sem a posse da bola tem o apoio de 1 Joker Defensivo para ajudar na recuperação da posse da bola (constante superioridade defensiva de 12×11). Realizam um jogo normal (duas partes de 8 minutos com pausa de 2 minutos para hidratação, troca de campo e análise da 1ª parte). Contabiliza-se o tempo que cada equipa demora a recuperar a posse de bola logo após a sua perda. Vence a equipa que menos tempo demorar a recuperar a posse de bola logo após a sua perda. Cada golo marcado retira 10 segundos ao tempo total de recuperação da bola.

Vídeo:

 


ADD IT TO YOUR NOTEBOOKS!

You need to login or register to bookmark/favorite this content.


YOU CAN BE INTERESTED IN

Bookmarked By

Leave a Reply